Projeto Marco ZERO

terça-feira, 24 de julho de 2012

Coragem

Até onde ir?
O que fazer com o medo de ir para o lugar errado?
Por que tanto medo de que as coisas mudem?
Por que querer tanto que as coisas mudem?

Parece que deixar rolar nunca foi uma opção
A necessidade de controlar tudo e todos
Como um polvo esticando todos os braços
Para ter tudo a mão

Motivos para ficar onde está há de sobra
Razões para se mexer faltam
Mas e este incomodo que sente
As pernas inquietas

As vezes corre em círculos
Para não precisar correr para frente
Outras vezes dorme
Para não ver passar o tempo

Não sabe para onde ir
Mas deveria?
Um mundo desconhecido o aguarda
E isso o deixa aterrorizado