Projeto Marco ZERO

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

A vida é engraçada

Acho que a maioria não entende quando solto a frase "a vida é engraçada". Elas confundem o que eu digo, pois não estou deboxando da vida, e muito menos dando pouco valor ao viver. Eu também nunca disse que as pessoas eram engraçadas ou que viver a vida é engraçado, muito pelo contrário, a maioria das pessoas não tem muita graça, e provavelmente para muitas pessoas eu mesmo devo ser sem graça, rs, e com certeza viver a vida não é engraçado, com todos esses anseios e infortúnios que passamos.

Mas observar a vida de uma maneira impessoal, e ver a ironia sobre os fatos relacionados dentro da vida de cada um eu realmente acho muito engraçado.

Acho que de uma forma impessoal poderíamos resumir todo desastre e a reação popular como irônica. Como foi o caso do vôo da AirFrance que sumiu no meio do oceano. Houve uma mobilização solidária em favor das famílias atingidas por essa tragédia, que provavelmente a maioria já esqueceu. E ao mesmo tempo milhares de pessoas morrem de fome pelo mundo, e 90% das pessoas que ficaram triste com a tragédia se quer ligam para esse fato. O que, na verdade é mais triste? Uma morte com pouco sofrimento digamos de 10 a 15 minutos de queda, ou uma pessoa agonizando de fome por 5 dias até suas forças todas desaparecerem e ela desistir de lutar pela vida pois a fome consumiu toda sua esperança?

Outro caso que vejo recentemente é a gripe suína. Estava lendo uma revista que indicava que a gripe comum mata, hoje, ainda muito mais que a gripe suína. A nossa gripinha continua sendo mortal para pessoas que não tem condições satisfatória de saude. Mas a campanha midiática em cima dessa doença transforma tudo num caos.

Eu vejo pessoas usando máscaras na rua e higienizando as mãos a todo instante, e mesmo assim a AIDS, uma doença muito mais avassaladora, está aí presenta há anos, e ninguém quer usar camisinha, mesmo transando com estranhos.

Então veja que a vida é irônica e as pessoas parecem atores dessa divina comédia e deixam tudo mais engraçado.

Eu sei que cada um tem sua história, e histórias tristes e sofridas devem ser respeitadas, mas lá de cima do avião todos parecem formigas desesperadas correndo sem direção.

Eu digo e repito, a vida é engraçada, as pessoas não.

E ainda parece que nada nos restou de nossas origens, pois nem o instinto de sobrevivência parece que funciona mais. E acabamos assim dando um tiro no próprio pé, quando na verdade estavamos apenas observando por entre os dedos um problema inexistente.

Mas a vida continua...

"Why so serious?"

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Não vivo o hoje como se não houvesse amanhã.

Estava lendo o blog da Lulleka e me deparei com uma frase que me deixou pensativo e abriu meus olhos à mentira que eu imaginava viver

"Não vou mentir que vivo hoje como se não houvesse amanhã....porque na boa, se não houvesse amanhã, nem fodendo que eu estaria aqui trabalhando as 7 da manhã." post aqui...

Sabe, essa é uma verdade, se não houvesse amanhã você estaria fazendo que esta está fazendo neste exato momento, se não houvesse amanhã o que você estaria fazendo neste exato momento?

Eu não sei o que eu estaria fazendo se eu soubesse que não há amanhã, talvez eu deixasse tudo de lado e fosse viver uma aventura de 1 dia, talvez fosse ficar com minha família, talvez eu me desesperasse por saber que o fim está próximo sentaria num canto e choraria pois não aceitaria o fim.

Isso vai de encontro com um pensamento que tive este fim de semana quando assisti um filme onde a pessoa realmente descobria quando seria o fim de tudo, e ao invés de viver intensamente seus ultimos minutos na terra, não, ela saiu correndo para entender porque era o fim. No final seus ultimos momentos aqui na verdade foram de negação e revolta, e uma busca implacável pelo entendimento. Resumindo, não aproveitou PORRA nenhuma, não fez nenhuma loucura, não fez nada de interessante e morreu assim como todos os outros que não sabiam de nada.

Assim se faz uma frase muito interessante que eu sempre levanto "a ignorância é uma benção". Não saber certas coisas faz com que sejamos mais felizes, pois não nos desesperamos por questões não que temos o poder de mudar, tal como é a linha da vida.

Acho, sim, que devemos tentar estar preparados para o futuro, para as coisas que estão por vir. Isto é o instinto de sobreviência, e estar preparado para o futuro pode fazer com que as coisas corrão melhor. Mas saber tudo o que vai acontecer daqui pra frente é desnecessário.

Eu não vivo o hoje como se não houvesse amanhã, eu vivo o hoje esperando viver também o amanhã...

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Memórias Póstuma

Falam que quando estamos na passagem entre a vida e a morte todo um filme de nossas vidas passa por nossos olhos. Na verdade não sei exatamente quem acredita nisso, mas é algo interessante que este filme abaixo me fez pensar...




Será que nesta fabulosa visão de nossa história só nos lembraremos de nossas conquistas, de nossas vitórias, de nossas alegrias? Ou será que toda a dor, sofrimento e frustração virão juntos?

É engraçado imaginar porque temos esta visão de nosso momento de morte, o video de nossas vidas, a história contada na integra. Porque isso acontece? Eu imagino que seja para que tudo que ficou registrado em nossa memória seja transferido para nossa alma, e este tesouro que foi nossa vida permaneça enternamente vivo, seja lá para onde quer que vamos.